X

PUBLICAÇÃO

Entrevista com Martim Lutero: Fé, Valores e Educação

Publicada em: 03/11/2015 | Pastoral Universitária FAHOR

As denominações protestantes remetem suas origens históricas ao movimento da Reforma Protestante (Século XVI). A Reforma foi liderada pelo teólogo, pastor e educador, Martim Lutero. O propósito da Reforma não era a criação de novas comunidades de fé, antes, um resgate da centralidade do Evangelho, da valorização humana e do direito à liberdade de expressão.

A Reforma se estendeu a diversos contextos geográficos do planeta e incentivou a criação de um número incalculável de escolas e universidades. O protestantismo não ocupou-se apenas com a construção de templos religiosos, mas com a criação de inúmeras unidades de Ensino e Pesquisa.

Países em que a reforma protestante ocupou-se com projetos nacionais de ensino e pesquisa são ainda hoje considerados altamente desenvolvidos. Noruega, Suécia e Alemanha possuem um dos mais elevados índices de desenvolvimento humano. Um fator que representa os esforços religiosos na área educacional. O pensamento da Reforma Protestante, sem dúvida, estimulou uma preocupação constante com a formação humana.

Os Estados Unidos da América é outro país que recebeu fortes influências do protestantismo. Há uma vasta Rede de Ensino vinculada a diferentes denominações protestantes, como: rede luterana, rede metodista, rede presbiteriana.

O Brasil possui um número significativo de escolas e universidades vinculadas a tradição protestante. No Estado do Rio Grande do Sul há um vasto número de centros educacionais vinculados as heranças da imigração europeia e da fé luterana.

Ao passo que novas comunidades eram edificadas no solo gaúcho, igualmente, uma preocupação com a criação de centros de ensino foi despertada. Os luteranos trouxeram em sua "bagagem" mais que costumes e crenças - um apreço formidável pela educação!

O papel das denominações protestantes na esfera educacional é reconhecida como um "patrimônio" inestimável para a sociedade global. Há milhares de pessoas DESENVOLVENDO um pensamento crítico respaldado nos conhecimentos humano e científico em escolas e universidades confessionais. Tais pessoas recebem uma formação humanística, muitas vezes, baseada nos fundamentos teológicos da Reforma Protestante: (1) compromisso com a vida; (2) compromisso com a formação; (3) compromisso ético.

Abaixo uma "entrevista" com o Reformador, Martim Lutero. O objetivo desta entrevista é resgatar os pensamentos de um dos maiores líderes da humanidade. O propósito desta "entrevista" é resgatar uma visão de Lutero para os nossos dias, o nosso tempo, a nossa convivência.

Pergunta: Dr. Lutero, estamos familiarizados com algumas áreas, como gramática, lógica e retórica. Qual é o "lugar" para os conteúdos listados na educação?

Lutero: Onde estão os pregadores, juristas, médicos e tantas outras profissões... a gramática, lógica e retórica são fundamentais. "Como ser um bom profissional sem aprender o essencial"?

Pergunta: Você mencionou o estudo da gramática. O quão importante você considera o estudo das línguas?

Lutero: A sabedoria se constrói num aprendizado constante, evidentemente, na origem dos termos e dos seus significados. Eu sempre defendi o estudo da línguas, em especial, a tradução dos escritos sagrados e de todas áreas de conhecimento humano para a linguagem do povo. Não se pode privar ou restringir o acesso ao conhecimento. A fim de seguir o preceito de Paulo no sentido de que devemos, por necessidade, primeiro, aprender as línguas (I Co 14:29).

Pergunta: Como você descreve o papel de uma educação clássica?

Lutero: Para formar pessoas capazes e competentes na governança de suas próprias vidas e de outras! Uma cidade, um governo, um contexto, jamais progridem sem investir numa formação diversificada. Os Gregos e Romanos, especialmente, deram ouvidos diligentemente para o ensino e a formação de meninos e meninas no intuito de prepará-los para várias estações, períodos, tempos distintos.

Pergunta: Então, você está dizendo que este tipo de educação procura formar pessoas capazes de exercer funções em todos os níveis da sociedade?

Lutero: Como é bom e agradável aos olhos de Deus que um senhor ou uma senhora, um professor ou uma professora, uma autoridade, um operário ou qualquer pessoa possa exercer uma função que traga resultados proveitosos - tanto na aprendizagem quanto na sabedoria. Assim, indistintamente, desempenhar funções que edificam vidas e enaltecem os próprios dons.

Pergunta: O que não pode faltar num currículo?

Lutero: Acima de tudo, nas escolas de todos os saberes, a lição mais presente deve ser os ensinamentos de Deus. Jamais negligenciar os idiomas, as artes, as histórias. Familiarizar-se com os grandes feitos e as famosas palavras de todos os tempos. Consequentemente, obter diante de seus olhos os detalhes do mundo, com todo o seu caráter e vida, seus planos e realizações, seus sucessos e fracassos. Dessa forma, desenvolver a sagacidade e a sabedoria, o essencial para prosseguir e ser capaz de conduzir outras pessoas. Além disso, gostaria de ensinar-lhes não só a língua e história, mas compor canções, e com música combinar um curso completo de matemática. Como advertência, a minha própria experiência: "quando jovem eu não estudei muitos poetas e historiadores, em seu lugar, desperdicei tempo com vãs filosofias".

Pergunta: Conte-nos sobre a eficácia das leituras?

Lutero: Não é o número de livros que faz uma pessoa aprender, nem mesmo muitas leituras, mas ler bons livros. Tenha em mente a importância de não economizar a fim de criar uma biblioteca. Pessoas instruídas frequentam muitas bibliotecas.

Pergunta: O que você sente quanto ouve-se dizer que as Universidades são apenas "fábricas de diplomas"?

Lutero: Em primeiro lugar, creio que não se deve generalizar certos casos que podem ter-se verificado! As universidades... onde a única preocupação são números e onde todos querem apenas méritos, devem rever os princípios básicos de uma educação para a vida. A educação visa colaborar numa descoberta constante dos valores que regem os saberes, ao contrário, torna-se apenas um instrumento para emitir títulos. Em Horizontina, com certeza, há um lugar para aprender engenharia, economia, ciências humanas, arte, teatro, música... sem esquecer do AMOR, da TOLERÂNCIA, da FÉ.

Obrigado, Dr. Lutero, por compartilhar conosco sua visão!

* A entrevista com Lutero é uma adaptação informal e criativa de alguns escritos listados na bibliografia.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS:

1. An Address To the Christian Nobility of the German Nation Concerning the Reform of the Christian Estate – 1520.

2. A Letter To the Councilmen of all Cities in Germany That They Establish and Maintain Christian Schools – 1524.

3. A Sermon on Keeping Children in School – 1530.

Sidnei Budke
Pastoral Escolar e Universitária

Busca

Newsletter

Aniversários